Trajetória

_DSC1791Vídeos e documetários:

Encanto Maranhense em São Paulo

Planeta de Boieros I – Soraia Saura

Planeta de Boieros II – Soraia Saura

Brilho da Noite

Espetáculo Todo Canto Dança (clip)

Noite dos Tambores – 2012

O Grupo Cupuaçu Centro de Estudos de Danças Populares Brasileiras foi criado em 1986 a partir de aulas de danças brasileiras, ministradas por Tião Carvalho no Curso de Formação de atores do Teatro VENTOFORTE. Apresenta em seu repertório danças populares tradicionais, canções de criação coletiva, música incidentais, cânticos e ladainhas de autoria de seus integrantes, bem como canções de domínio público e pertencente ao cancioneiro popular de diferentes regiões brasileira, apresentando os seguintes ritmos e danças: Bumba-meu-boi, Cacuriá, Ciranda, Dança do Caroço, Lelê (ou Péla-Porco), Maculelê, Samba de Roda, Tambor de Crioula, entre outras.

Desde 1990, o grupo Cupuaçu organiza e realiza anualmente a tradicional festa maranhense do Bumba-meu-boi, no Morro do Querosene (Vila Pirajussara), em São Paulo, que acontece três vezes ao ano: “Renascimento”, no sábado de aleluia; “Batizado”, em junho; e “Morte”, no final do ano. A festa tem caráter totalmente comunitário, envolvendo não só a participação dos integrantes do grupo, mas também dos moradores do bairro e região, atraindo cerca de cinco mil pessoas a cada festa.

Importantes personalidades e grupos ligados à Cultura Popular Brasileira já marcaram presença nestas festas, como Lia de Itamaracá (PE), Grupo Abaçai (SP), Dona Teté do Cacuriá (MA), Família Alcântara (MG), Cirandeiros de Parati (RJ), Antonio Nóbrega (PE), Grupo Cachuera! (SP), Teatro Popular Solano Trindade (Embu-SP), Naná Vasconcelos (PE), Caixeiras do Divino da Casa Fanti Ashanti (MA), Maracatu do Baque Bolado (SP), entre outros.

Como resultado desses anos de intensa vivência cultural lançou, em 1999, seu primeiro disco, Toados de Bumba-meu-boi (selo Núcleo Contemporâneo), composto por toadas (músicas) de alguns de seus integrantes – Ana Maria Carvalho, Graça Reis e Tião Carvalho.  Nos sotaques da Ilha e da Baixada, inspiradas no autêntico Bumba-meu-boi do Maranhão, as músicas desse álbum trazem arranjos do Maestro Branco, Ubiratan Souza, Benjamin Taubkin e Tião Carvalho.

Contemplado em 2007 pelo PAC – Programa de Ação Cultural da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, o Cupuaçu produziu e lançou o disco Todo Canto Dança, no segundo semestre de 2008, com canções autorais de vários de seus integrantes, apresentando os ritmos das danças realizadas pelo Grupo CUPUAÇU.

Desde 2008, é membro atuante do programa Brasil Memória em Rede, iniciativa do “Museu da Pessoa”, apoiada pelo Ministério da Cultura, que organiza encontros, seminários, congressos, conferências e interações via internet entre pontos de cultura, universidades, entidades civis de diferentes matizes visando o compartilhamento de experiências que contribuam para o desenvolvimento das potencialidades socioculturais e artístico-pedagógicas das mais diferentes comunidades brasileiras.

Em razão de sua efetiva participação no fomento de ações culturais e da transmissão dos saberes tradicionais através da oralidade, ao longo de todos seus anos de existência, o Grupo Cupuaçu, em 2009, passou a integrar a “Ação Griô Nacional” do Programa Cultura Viva, que é uma ação da Secretaria da Cidadania Cultural do Ministério da Cultura.

Em 2011 teve seu projeto “Ciclo do Bumba Meu Boi- 2012” contemplado pelo edital Funarte Artes de Rua – dança, circo e teatro.

Realizou por dois anos consecutivos (2012-2013) o projeto “Dança, Morro do Querosene” com apoio do Programa VAI, da Prefeitura de São Paulo.

Foi contemplado em 2013 com o Prêmio Culturas Poluraes -MINC, em reconhecimento a sua trajetória e contribuição para as culturas populares tradicionais no Brasil.

* * *

O trabalho desenvolvido pelo Grupo Cupuaçu tem sido tema de pesquisas e trabalhos acadêmicos tais como:

BUENO, André de Paula. O Bumba-boi do Maranhão em São Paulo. São Paulo: Nanquim, 2001.

SAURA, Soraia Chung. Planeta de boieiros: culturas populares e educação de sensibilidade no imaginário do bumba-meu-boi. Tese de doutorado, Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, 2008. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-12032009-131837/pt-br.php

ERMEL, Priscila. Brilho da Noite. Documentário – retrato sonoro da festa ritual do Bumba-Boi maranhense tecido a partir das histórias e toadas interpretadas por Ana Maria Carvalho e o acompanhamento a iniciação do menino Ariel na arte de tocar a vida aquecida pelas batidas do pandeirão. Laboratório de Imagem e Som em Antropologia (LISA) – FAPESP, 2004

Documentário: Bumba-meu-boi, encanto maranhense em São Paulo (2006), realizado por Aliucha Salvia, Flávia Tartarella, Gabriela Garcia e Thais Guin, estudantes de Jornalismo do Mackenzie, São Paulo. O Documentário foi apresentado no Canal Universitário.

Documentário: Festa do Boi no Morro do Querosene (2009), realizado por Fernanda Barrelo A. Ferreira, estudante de Jornalismo da PUC – SP.

FUNDADORES:

ALMERITO ALMEIDA SANTOS (Mestre Kenura)
ANA MARIA PIRES DE CARVALHO
DARAÍNA PREGNOLATTO (ADRIANA PEDROSO PREGNOLATTO)
FERNANDO DE LIMA CARVALHO
HELENA STILENE DE BIASI
JOSÉ MARCOS PIRES BUENO
JOFE DO SANTOS (JOSÉ MARIA DO SANTOS)
JULIA CRISANTI
LILIANA CECÍLIA CAVALLO
MARILENA FAJERSZTAJN
PEDRO AUGUSTO MARTINS (PEDRÃO DO MARANHÃO)

fundado em 1986
apoio: